Ponte Fajão

Posted: Junho 15, 2011 in Uncategorized
Em plena serra do Açor, no meio de serrarias e penedos serpenteia o rio Ceira, que rodeia a pequena aldeia de Ponte de Fajão. Com meia dúzia de habitantes permanentes, vive exclusivamente do mês de Agosto, onde filhos da terra retornam às origens. Aldeia de grande coração, acolhe todos os que, por isto ou por aquilo lá terminam viagem, gente pura que o frio da serra endureceu, viajaram de pequenos para Lisboa fugindo ao trabalho do campo e à miséria, vitimas do isolamento a que o interior serrano os obrigava, procuraram novas vidas na capital cruel, venceram e hoje vão para descansar mas também para investir na reforma, recuperando antigas casas de xisto, dando brilho e vida à serra.
O Ceira que outrora chorava pelos seus filhos reencontra-se hoje com eles numa praia fluvial carregada de saudade e de esperança comungando com eles lágrimas de orgulho pelo seu regresso.
Vale a pena perder tempo, muito tempo a visitar Ponte de Fajão, porque ainda hoje o que não falta na serra é tempo, muito tempo. Visite a Gola grande, atravesse as duas pontes, o antigo moinho, a casa convívio (peça aguardente de mel), onde haverá sempre um habitante pronto a matar-lhe a sede, mas vá à praia porque a serra também tem praia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s