As Coisas…

Posted: Junho 15, 2011 in Uncategorized

Nas muralhas de outra existência permanente, mostro-me indignado com o pretérito mais que perfeito da fuga existencial das coisas. Comandante vencido em batalhas de sabedoria, parceiro ausente de mim, trai-o a vontade de estar, por um qualquer copo de três numa tasca vizinha dos meus sonhos.

Exercito a mente assediando o futuro, esquecendo o passado, agradecendo ao campo a virtualidade de existir, de ser capaz de existir e permanecer. Apodreço as mágoas e as tristezas rumo à planície das outras almas.

Suores frios rompem a minha pele, como estrondos das noites perdidas sem dormir e ganhas dentro de mim, abrindo as portas para a eternidade da vida simples, ignorante, pobre, cruel, de semelhantes.

Maravilhosa agnosia esta que se encontra entre o conhecimento e o não saber nada, entre concreto e abstracto, entre preto e branco, agua e azeite, covardia deste fruto que deneguei provar mas que dentro de mim nasce a todo o ápice.

Abrilhanto as escotilhas das pessoas que comigo repartem os copos de três numa tasca vizinha dos meus sonhos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s